Campanha de prevenção do câncer de colo do útero - Saúde Bem Explicada

Saúde Bem Explicada4 de agosto de 20183min205
FOTO-dr-André-1280x1129.jpg

Segundo o INCA (Instituto Nacional do Câncer), até o final de 2018 cerca de 16.370 novos casos de câncer de colo do útero serão diagnosticados. Este é o terceiro tumor mais frequente nas mulheres, atrás do câncer de mama e do colorretal e a quarta causa de morte no Brasil. Visando alertar o publico feminino sobre a importância da prevenção, a Clínica Neurovida está promovendo uma campanha.  As 20 primeiras consultas ginecológicas do mês de agosto contarão com o exame preventivo gratuito. As inscrições já estão abertas.

 

A ideia de realizar campanhas de prevenção surgiu, segundo o neurologista André Lima, diretor da Neurovida, da necessidade de chamar atenção da população para a prevenção, evitando que as pessoas só procurem um médico quando já estão doentes. “Precisamos chamar atenção para a prevenção, realizando campanhas sobre o assunto. Se tivermos conhecimento de alguma doença no estágio inicial, o tratamento é menos complexo, com menor custo e as chances de cura são maiores”, explica o diretor da Neurovida.

 

A proposta é que a clinica ofereça várias campanhas ao longo do ano, de acordo com datas temáticas e também envolvendo as especialidades médicas. “Vamos organizar palestras também sobre o Alzheimer, Parkinson, AVC, e organizar ações para aferir gratuitamente a pressão arterial e taxa de glicose” diz Lima, anunciando que em alguns meses outros exames de imagem e sangue também estarão presentes gratuitamente nas campanhas.

 

As inscrições para participar da campanha de prevenção ao câncer do colo do útero, que acontecem  agora em agosto, podem ser feitas pelos telefones (21)  3738-9800/ 97513- 2413 (whatsapp).

O câncer de colo do útero pode ser ocasionado por uma infecção persistente por alguns tipos do Papilomavírus Humano – HPV. A infecção por esse vírus é muito freqüente e em alguns casos, podem ocorrer alterações celulares que podem evoluir para um câncer. Essas alterações das células são descobertas com o exame preventivo (Papanicolau) e são curáveis na quase totalidade dos casos se diagnosticadas a tempo. (Fonte: INCA).